PROJECTO DE INSERÇÃO E DE INTEGRAÇÃO

(Extraído e adaptado do Projecto de Estabelecimento do Istituto Comprensivo  “F. Morosini”, de Veneza.)

A presença de alunos estrangeiros no nosso estabelecimento de ensino exige a organização de um conjunto de intervenções que visam oferecer-lhes as melhores oportunidades de aprendizagem e de socialização.

O objectivo principal é recebê-los e programar actividades a fim de lhes garantir serenidade, pontos de referência precisos, respeito e consciência das suas próprias potencialidades.

INSERÇÃO

Consideramos desejável que o aluno seja integrado numa turma de acolhimento com colegas da mesma idade, tendo em consideração as características da própria turma.

No respeito pelas especificidades de cada aluno a integrar, dever-se-á, num primeiro momento:

- testar as suas capacidades cognitivas, sócio-afectivas e de mobilidade;

- verificar o percurso escolar feito no seu país de origem;

- ver se fez a opção referente ao ensino da religião católica ou informar-se sobre qual a religião professada pela criança e família;

- orientá-lo para os serviços de saúde pública, sobretudo no que respeita às vacinas obrigatórias;

- ter em conta os hábitos alimentares do país de origem.

Em relação às dificuldades reveladas no momento dos testes de ingresso, organizaremos  projectos pedagógicos diferenciados em que o ensino/aprendizagem do Italiano L2 seja prioritário.

Serão envolvidos nestes projectos de recuperação:

- todos os docentes da turma de acolhimento;

- todos os docentes do estabelecimento.

Desde o início, estes alunos participam integralmente nas actividades da turma, através da sua inserção em pequenos grupos ou de intervenções diferenciadas.

Trabalhar-se-á em colaboração com as entidades locais – Comuna (Serviços Sociais, Serviços de Imigração), Província, Região (Saúde Pública).

Além do horário semanal, haverá Laboratórios de Italiano L2, animados por docentes especializados do Instituto (Ver o Projecto Inter-cultural e de Integração).

Sempre que necessário, recorrer-se-á a mediadores culturais, com intervenção de 12 horas para apoio individual aos docentes da turma.